Enxurrada de fotografias

Imagem

Por Aí – Série de Nario Barbosa explora cenas urbanas

 

Fui estimulado a gostar de fotografia desde a infância. Aos 7 anos, no início dos anos 1980, ganhei de presente uma máquina fotográfica daquelas de crianças. Adorava fotografar meus amigos, meus vizinhos. No curso de jornalismo, em meados dos anos 1990, passei bastante tempo enfiado no laboratório de foto da universidade, revelando negativos e ampliando imagens em preto-e-branco. De lá para cá, tenho estudado fotografia informalmente: visitando exposições, lendo livros e entrevistando fotógrafos, além de, despretensiosamente, fotografar um pouco também.

Aprecio a linguagem fotográfica de forma ampla: fotógrafos amadores, profissionais e os que têm status de artista; estrangeiros e brasileiros; foto analógica e digital; em preto-e-branco e em cores; documental, de natureza, de arquitetura, urbana e fotojornalismo. Enfim, se é foto eu quero ver e, porventura, pesquisar.

Hoje em dia, com a popularização da internet, felizmente ficou fácil de ter acesso ao trabalho dos grandes fotógrafos: basta digitar o nome deles em algum site de busca e uma enxurrada de imagens surgirá. Tudo está na rede. Os pioneiros (Louis Daguerre e Hercule Florence). Os mestres (Henri Cartier-Bresson, André Kertész e Brassaï). Os fotógrafos-artistas (John Coplans, Andreas Gursky e Albano Afonso). Os fundadores da fotografia moderna brasileira (Thomaz Farkas e Geraldo de Barros). As imagens de arquitetura (Massimo Listri, Cristiano Mascaro e Nelson Kon). As fotos de natureza (Araquém Alcântara e Pedro Martinelli). Os fotojornalistas (Robert Capa e Fernando Costa Netto). Os talentosos mas ainda não conhecidos (João Colovatti e Nario Barbosa).

A história da fotografia é repleta de nomes de tantos outros profissionais da imagem dignos de nota, como Marc Ferrez, Militão Augusto de Azevedo, Martín Chambi, Haruo Ohara, Alice Brill, Maureen Bisilliat, German Lorca, Odires Mlászho, Sérgio Guerra, Luiz Braga, Claudio Edinger, Juan Esteves, José Bassit e Barbara Wagner.

Minha sobrinha, de 28 anos, tem se interessado por foto – estudando e clicando. Um dia desses, enviei uma relação de nomes de fotógrafos para que ela os estudasse. Aproveitei essa lista feita com carinho para ela para escrever esse texto: minha ideia é oferecer a você leitor uma seleção pessoal de fotógrafos que admiro.

Para um contato real (e não virtual) com fotografias, em São Paulo são apresentadas exposições constantemente em vários museus, centros culturais e galerias, muitas delas com entrada gratuita. É só ficar ligado na programação cultural e aproveitar.

|

Texto de Everaldo Fioravante publicado em 29/04/2014 no jornal ‘Metrô News’ ( www.metronews.com.br ).
Foto: Nario Barbosa

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Enxurrada de fotografias

  1. Esses nomes sao os classicos da fotografia moderna,nomes que estao ai pra pesquisar linguagem fotografica.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s