Construção de estações do Metrô de SP tem grafites em tapumes

obra de João Crepaldi Nellis _ credito Feik Ip

Jota Crepaldi grafitou na estação Alto da Boa Vista

 

O concurso “Arte de Obra” selecionou seis propostas de grafite (formato 2,20m de altura por 10m de comprimento) para tapumes que cercam a construção de futuras estações da Linha 5 – Lilás do Metrô. Entre as 1.380 artes inscritas, uma comissão julgadora selecionou 30 finalistas, as quais passaram por votação popular no site do concurso (www.artedeobrametro.com.br) para decisão das seis vencedoras.

No início desse mês, os projetos foram aprovados pela Comissão de Proteção à Paisagem Urbana da prefeitura, com base na Lei Cidade Limpa, e começaram a ser realizados nos tapumes na semana passada. São eles: “Cidade Sustentável”, de Evandro Cardoso (3.013 votos); “Sustenta São Paulo”, de Natalia Cabral (2.920); “Gran Circo Metrô”, de Asdas Fdsaf (2.816); “Flexível Retorna”, de Laise Grandizoli (1.800); “Livre”, de João Crepaldi Nellis (1.756); e “Gerações Futuras”, de Rodolfo Sales (1.280). O concurso não tem premiação em dinheiro.

Três dos vencedores são paulistanos e moram em São Paulo: Natalia (18 anos), Laise (25) e Rodolfo (32). Evandro (37) também é paulistano, mas vive em Altinho (PE); Asdas (17) nasceu e mora em Joinville (SC); e João (29 anos), que assina como Jota Crepaldi, nasceu em Araçatuba (SP) e vive em Bauru (SP). O concurso foi aberto a pessoas de todo o Brasil.

O “Arte de Obra” também conta com trabalhos de seis grafiteiros convidados já realizados nos tapumes: Binho Ribeiro (estação Eucaliptos); Anjo (Hospital São Paulo); Chivitz (Brooklin); Minhau (Borba Gato); Nick (Alto da Boa Vista); e Eduardo Kobra (AACD-Servidor). Agora, ao lado dos trabalhos dos artistas convidados e com o auxílio deles, os vencedores do concurso realizam as propostas vencedoras – respectivamente Rodolfo, Asdas (como a vencedora não poderá participar da grafitagem, Anjo realiza a partir de hoje a proposta dela), Natalia, Laise, João e Evandro.

A comissão julgadora foi formada pelos seis grafiteiros convidados, por profissionais da área de arte urbana, propaganda e comunicação e por representantes do Metrô. O julgamento levou em conta dois critérios: criatividade e adequação ao meio. A comissão teve acesso apenas aos desenhos propostos, sem saber quem foram os autores deles (os participantes puderam enviar o número de propostas desejado). Imagens dos projetos vencedores podem ser vistas no site do concurso.

|

Texto de Everaldo Fioravante publicado em 19/11/2013 no jornal ‘Metrô News’.

Foto: Feik Ip

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s