Néle Azevedo apresenta ‘Monumento Mínimo’ no Memorial

nele-_-blog

Miniesculturas de gelo derretem durante a intervenção

 

Monumentos públicos costumam ser grandes, feitos com materiais resistentes para durar praticamente para sempre, como bronze e mármore, e representam figuras históricas e relacionadas ao poder. A artista mineira Néle Azevedo inverte esse raciocínio com a intervenção urbana ‘Monumento Mínimo’, com apresentação na quinta-feira (dia 21/02/2013), a partir das 18h, no Memorial da América Latina (estação Palmeiras – Barra Funda do Metrô). O trabalho já foi mostrado em 19 cidades de 12 países, como Alemanha, Irlanda, Japão, Cingapura e Cuba.

São miniesculturas feitas com gelo, de 20cm, no formato de uma pessoa sentada. Distribuídas lado a lado em escadas de espaços públicos, com o passar do tempo elas derretem. A artista homenageia homens comuns em vez de dirigentes e heróis e faz uma metáfora do ‘derretimento’ do homem e das instituições. Também aborda a transitoriedade da vida. No Memorial, 300 esculturas serão colocadas em uma escada ao ar livre com a participação do público. Segundo Néle, 30 minutos após a montagem a obra já deverá ter derretido.

A pesquisa da artista para o desenvolvimento do ‘Monumento Mínimo’ começou em 2001. Foi tese do mestrado em Artes Visuais feito por ela no Instituto de Artes da Unesp, na capital. A primeira etapa do trabalho ocorreu até 2004: Néle realizou ações sozinha com uma ou duas miniesculturas colocadas em vários locais de cidades como Tóquio, Havana, Salvador e São Paulo.

Na segunda etapa, as ações tornam-se coletivas. Em 2005, uma intervenção na Praça da Sé somou 290 esculturas. Desde então, a artista já mostrou a obra em cidades do Brasil (como Campinas e Curitiba) e do exterior (como Paris, Florença e Amsterdam). Já usou até mil esculturas em uma ação. Em São Paulo, onde Néle vive, a intervenção foi apresentada também no Teatro Municipal, em 2005.

A nova apresentação do ‘Monumento Mínimo’ antecede a abertura da exposição ‘Exemplos a Seguir! Expedições em Estética e Sustentabilidade’, na quinta-feira, na Galeria Marta Traba, no Memorial. A mostra estabelece uma conexão entre artes, ciência e sustentabilidade.

Desde setembro de 2010, a exposição já passou pela Alemanha, Índia, Etiópia e China. São obras de cerca de 40 artistas de vários países, entre eles importantes nomes como Joseph Beuys, Robert Smithson, Olafur Eliasson e Superflex. Do Brasil, participam Marlene Almeida, Sonia Guggisberg, James Kudo, Shirley Paes Leme e José De Quadros. Fica em cartaz até 07/04/2013. O Memorial da América Latina fica na Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, na Barra Funda. O telefone é (11) 3823-4600. A entrada é gratuita.

|

Texto de Everaldo Fioravante publicado em 19/02/2013 no jornal ‘Metrô News’.

Foto: Silvina Der Meguerditchian

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Néle Azevedo apresenta ‘Monumento Mínimo’ no Memorial

  1. Nooosa,achei a respectativa muito interessante e suas obras incriveis.
    Gostei,Parabens!!!

  2. maria cristina moreira

    que grande ideia, representar o homem comum, esse herói do cotidiano e a interatividade do povo com sua obra é muito interessante. gostei muito . parabéns

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s