‘Pássaro Rocca’, o guardião na Trianon

  Brennand-blog

Obra de Brennand ‘observa’ as pessoas

 

O pássaro roca, espécie que viveu no Sul de Madagascar até o século 17, é o maior pássaro conhecido de todos os tempos. Tinha até 3 m de altura e 500 kg de peso. Na literatura, é personagem de ‘As mil e uma noites’, na história de Simbad, o marujo. Na Oficina Brennand, em Recife (PE), espaço dedicado à produção do artista plástico Francisco Brennand (1927), há diversas esculturas representando essa ave, também conhecida como pássaro-elefante. As obras parecem guardiãs do local.

O renomado ceramista recifense Brennand também exibe um ‘Pássaro Rocca’ na Estação Trianon-Masp do Metrô. É uma escultura de cerâmica vitrificada feita em 1990: um totem com 2,80 m de altura e 0,40 m de espessura. Instalada na plataforma, a impressão que a obra transmite é de estar observando as pessoas que transitam pelo local – uma espécie de guardiã dos usuários e da própria estação. Mas como o assunto aqui é arte, o que mais vale é a interpretação do espectador: é necessário ver a obra e realizar cada um a sua própria leitura dela.

A produção de Brennand explora a mitologia, as culturas arcaicas e os signos da tradição popular. Entre outros temas, retrata seres humanos, animais e plantas. Figuras fálicas permeiam sua criação: ele utiliza muitas vezes o formato de totem, em um discurso de forte caráter sexual. No universo particular criado por ele imperam representações de seres fantásticos: criaturas aterradoras como monstros e seres deformados. Também há esculturas ligadas a rituais de fertilidade (simbolização de órgãos sexuais femininos e de ovos).

O artista criou em 1971 a Oficina Brennand. Fica nas ruínas de uma olaria do início do século 20 herdada de seu pai, instalada no Bairro da Várzea, em Recife. O espaço, um verdadeiro ponto turístico, é totalmente dedicado à produção plástica de Brennand: apresenta trabalhos em cerâmica (figuras que povoam o ambiente), desenhos e pinturas.

Ao longo da vasta e premiada carreira, o artista realizou diversas obras públicas, principalmente na capital pernambucana. O currículo dele também é repleto de exposições, tanto no Brasil quanto no Exterior. O site www.brennand.com.br é uma boa dica para conhecer um pouco mais sobre a obra de Brennand.

A estação Trianon-Masp tem outra obra, chamada ‘Um espelho mágico da pintura no Brasil’, de Wesley Duke Lee (São Paulo/SP; 1931-2010), criada em 2001. São dois painéis em lona vinílica de 40 m x 2 m cada. Neles há imagens de 124 obras de arte brasileiras selecionadas pelo artista. Esses painéis foram tema de ‘Arte na Linha’ em agosto passado.

|

Texto de Everaldo Fioravante publicado em 11/12/2012 no jornal ‘Metrô News’.

Foto: Everaldo Fioravante

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “‘Pássaro Rocca’, o guardião na Trianon

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s